6.3.06

Ter ou não ter "duende"*...

As diferenças entre nós, amiga, começam aqui:
tu és renascentista;
eu, um pesadelo de Da Vinci...
Por isso tu és visível e eu me escondo na treva da Palavra.
* créditos a '
-----------------------------------
E vivam a ternura & o riso!
Este vídeo é do melhor para cinéfilos
que gostem simultaneamente
do National Geographic, ah ah!
Rir, rir muito com os Foreigner,
sobretudo por causa de
Jimmy Stewart & os noivos de patins!
Trauteei esta música todo o dia!
Adoro este clip!
;0)





-----------------------------------
Ei-los regressados!
Soyez les bienvenus, messieurs, dame!
:0)

7 comentários:

LR disse...

Obrigado, Inês!

Anónimo disse...

linda!

Anónimo disse...

LR,

Ihhhhhhh, há que tempos, ah ah!
Eu é que agradeço!
Um grão de pó como o Azimutes limita-se a observar o brilho.

1 abraço.


I.
---------------

Anonymous,

Concordo: a jovem da imagem é mística. Deus ilumina-a!

(Como está o tempo na Madeira? Ainda acredita em sinais?
Deus também o ilumina?)


Adeus.
Over & Out.

Passarinha disse...

Muito bonita! :)

Lyra disse...

Ines, agradeço a sinceridade com que comentou o meu post e irei responder assim como aos outros, porem so mais tarde que sou um bocadinho condicionada pelo tempo. No post em questão falo de que vi inumeros blogs (é verdade! bastantes!) e dos que vi fiquei com o link de uma duzia talvez. Fiquei aqui com o Azimutes, porque é um blog que se sente habitado, que tem alma. Não gosto muito de blogs tipo jornal. Gosto de sentir que existe alguem por detrás das palavras. Ah! levei o link do Dust in the Wind
Kansas. Espero que não se importe. Coloquei directamente para a página onde esta o video. Gosto muito muito dessa musica. Obrigada mais uma vez pelas palavras e tempo partilhado.

Anónimo disse...

P.,

Em nome da amiga que emprestou a imagem ao meu blog, obrigada.

----------------------------

Lyra,

Agradeço a generosidade dos sentimentos que exprime no seu comentário (acredite que não mereço tanta simpatia).

Quanto ao clip dos Kansas, fico feliz por lhe ter sido útil aquela música, mas o que está na net pertence aos milhões que nela navegam, por isso, não tenho qualquer mérito. Se reparar, no site da "Youtube" está, abaixo dos clips, um código html para que postemos no blog ou webpage. É só seguir as instruções. Eu aprendi no Blasfémias.

1 abraço!

Inês.

Lyra disse...

merecemos sempre mais do que aquilo que achamos :)